Uma degustação com bons vinhos australianos e sul-africanos

Participamos de uma degustação de vinhos australianos e sul-africanos na Sommelier Vinhos (Passo da Pátria, 166), promovida pela gaúcha Marli Pedrebom , da importadora KMM, e Cledi Sodré.


Começamos com um australiano Three Steps Chardonnay (R$ 85), de um dourado pálido, com reflexos esverdeados, com aromas de melão e pêssego. Na boca, apresenta boa acidez e sabor de frutas tropicais. 13% de álcool.



Também australiano o Poker Face Rosé Shiraz (R$ 79) é equilibrado. No nariz, remete a morangos e framboesas. Com sabores de frutas selvagens e toques de especiarias. 13% de álcool.



Ainda da Austrália o Down Under Shiraz (R$ 68) é um vinho de vermelho vibrante, com aroma de frutas vermelhas e pimenta branca. Com seis meses em uma combinação de carvalhos americano e francês. 14% de álcool.




E também o Richland Shiraz (R$ 98) apresenta corpo médio, com aromas de defumado, fruta madura e leve tostado. Os sabores são de ameixa e pimenta preta. Com 12 meses em uma combinação de carvalhos americano e francês. 14% de álcool.



E o Richland Pinot Noir (R$ 98) com aromas fresco de cerejas, ameixas e especiarias. Tem taninos delicados e boa estrutura. 14% de álcool. Um de meus preferidos.



E o Three Steps Cabernet Sauvignon (R$ 85) tem taninos finos. No nariz, os aromas são de ameixa e pimenta preta. Na boca, frutas maduras. Com 12 meses de barricas de carvalhos americano e francês. 13,5% de álcool.



Da África do Sul, o Namaqua Pinotage (R$ 75)te, corpo leve, taninos harmônicos, com muita ameixa e sabor de frutas vermelhas e um leve defumado. É muito gastronômico. Perfeito para acompanhar churrasco. 13,5% de álcool.



Também sul-africano, o Blou Vlei (R$ 98) um assemblage de Cabernet Sauvignon, Shiraz, Merlot e Cabernet Franc. Com aroma floral, notas avelã, frutas escuras e maduras. 14,5% de álcool. Outro de meus preferidos.

  



0 comentários:

Postar um comentário