Literatura de Guimarães Rosa inspira jantar no Instituto Ling


 Grande Serrtão: Veredas e demais obras de Guimarães Rosa servem de inspiração para o jantar que Leonardo Magni e Liliana Andriola, do restaurante Mandarinier, vão preparar no Instituto Ling, no próximo dia 6. Como parte do projeto Da Estante à Mesa, vou temperar o encontro com um bate-papo sobre a gastronomia na obra do escritor mineiro.



O cardápio terá como entrada Creme de batata doce com paçoca de carne seca e pesto de ora-pro-nóbis, harmonizado com a espanhola Cava Don Róman Brut. O prato principal, será Porco empacotado com molho de rapadura, vinagrete de feijão fradinho e purê de queijo da Serra da Canastra, harmonizado com o vinho português Tons Duorum tinto. Como sobremesa, Sorvete de milho com coco, farelo de amendoim e cremoso de doce de leite, acompanhado de vinho Madeira Justino’s.
Quem responde pela harmonização é Rodrigo Albernaz, da Porto a Porto. Maiores informações e  convites pelo site www.institutoling.org.br.

O jantar anterior


O chef Marcelo Schambeck, do Del Barbieri, foi quem esteve comigo no primeiro jantar do projeto Da Estante à Mesa, inspirado na obra de Machado de Assis. Veja as delícias que ele preparou:



Para fazer uma relação entre a influência da colonização portuguesa na época em que Machado de Assis criou suas principais obras, apresentou uma entrada com  salada de bacalhau com batata e pétalas de picles de cebola




O empenho do autor carioca em que lutar com o afrancesamento da cultura gastronômica no Brasil, fez um instigante Bouef Bourgignon de bochecha de boi e acompanhou com farofa panko e cenouras grelhadas. Receita que surpreendeu os participantes.



A paixão de Machado de Assis pelo coco foi representada pelo brasileiríssimo Bolo de castanha brasileira com creme de coco.




   

0 comentários:

Postar um comentário