Um almoço oriental sob influência dos deuses da boa mesa

Tem dias que os deuses gastronômicos parecem conspirar a nosso favor. E hoje foi um desses dias em que tenho que agradecer as oportunidades que a vida me oferece. Fui a Gramado como jurada do Concurso de Chefs do Festival de Gastronomia que terá início no próximo dia 6 e que terá final no próximo dia 15, na Rua Coberta. Depois da seleção dos três finalistas, na companhia da querida chef Arika Messa (@arikamessa) resolvemos conhecer o Takumi Culinária Japonesa, restaurante comandado pelo competentíssimo chef Jonas Roso (@jonasroso). E foi com essa decisão que entrou em ação as entidades que regem a boa mesa.



Nossa experiência gastronômica começou, sentadas ao balcão em frente ao chef, com um sashimi de salmão com sunomo (a saladinha agridoce de pepino japonês) e lichia.



A seguir um ceviche de olhete (peixe da família do peixe-boi, que tem carne macia e saborosa e com teor médio de gordura), com pimenta dedo de moça na medida certa.



Como degustação complementar berinjelas e bolinhos de salmão, ambos quentes.



Para se manter na linha dos quentes, um delicado hot sushi com salmão cru.



O tartar de atum com gema de ovo de codorna e azeite trufado ( um exemplo perfeito de harmonia de sabores), servido , no meu caso, com brotos. O prato na versão original tem caviar (mas eu, apesar de adorar, estou alérgica).



Era apenas o começo de uma longa e deliciosa viagem pelo mundo dos sabores orientais. Logo, fomos presenteadas com um carpaccio de salmão com tangerina, laranja e limão e katsuobushi (conserva seca de carne de atum-bonito, que, na culinária japonesa, ele é ralado em lascas e depois utilizado para o preparo de caldos)




O próximo passo foi um sashimi de salmão recheado com hortelã e servido com physalis e molho ponzu (à base de shoyu, limão e sakê mirim)




Seguido de ebifrai com crispe de couve



Sofia (camarão empanado e maçaricado com geleia de pimenta)




Sushi Joe de ovo de codorna com azeite de trufa




Pensam que tinha acabado? Outros desafios nos esperavam: o atum veio selado com crosta de gergelim




Seguido de outro atum selado com crosta de ceboletti




Em seguida, os niguiris (bolinhos de arroz) que se desmanchavam na boca. O primeiro, de vieira com alho negro




Depois, o de salmão com gengibre




Seguido do de camarão invertido com molho de sumissô




E ainda o de atum com pimenta




Os sashimis vieram na sequência, começando com o 
de salmão e polvo





O de atum, com gengibre para limpar o paladar



E, finalmente, o de olhete e de bacalhau defumado, potente, forte, dominador



Quase atingindo o Nirvana, recebemos o último golpe do mestre: churros quentinhos mergulhados em uma farta dose de doce de leite.



Tem como não louvar os deuses da gastronomia? Tenho certeza que a chef Arika Messa concorda comigo que temos que agradecer a experiência de hoje ao chef Jonas Roso e recomendarmos aos apreciadores da boa mesa que vão conferir essa dica.



Serviço

Takumi Culinária Japonesa
Rua Wilma Dinnebier, 79
De terça a domingo (das 19h às 23h30min) e sábados e domingos (das 12h às 15h30min)
Fone: 54 3286-5098










0 comentários:

Postar um comentário